O AUTO-CONHECIMENTO
 
O principio da sabedoria baseia-se no conhecimento psicológico de nós mesmos
O PODER DO SEXO

Apreender a controlar essa energia maravilhosa do sexo significa fazer-se amo da criação...

LEI DO KARMA

A lei do Karma é aquela lei que ajusta, sábia e inteligentemente, o efeito a sua causa. Todo o bem ou mal que tenhamos feito numa vida virá trazer-nos consequências boas ou más para esta vida ou próximas existências.

QUALIDADE DE VIDA

A humanidade se encontra vivendo tempos difíceis. O homem se esqueceu de "si mesmo", comete erros e suas conseqüências são a dor e as enfermidades.

ESOTERISMO

São Paulo nos diz na Bíblia: “Possuis corpo carnal e corpo espiritual”. Dispomos de práticas para que você mesmo possa ver sair a sua Alma do corpo...

O auto-conhecimento
Conhecimento psicológico de nós mesmos

.: A ideia-chave S.O.L.


 

O principio da sabedoria baseia-se no conhecimento psicológico de nós mesmos, para assim conhecer os defeitos que são as trevas e eliminá-los, para que nos ilumine a luz da consciência e o espirito.


O defeito ou EU, que se comporta como uma pessoa que pensa, sente e age através de nós, deve ser eliminado, mas antes deve-se conhecê-lo dividindo a nossa atenção em três partes: Sujeito, Objecto e Lugar, através da ideia-chave S.O.L.
 

.: Sujeito.


Nesta parte da ideia-chave S.O.L., você se pergunta a si-mesmo, de momento a momento e de instante em instante: “Que estou pensando, que estou sentindo?”. Ao realizar esta pergunta observe o quê está pensando e sentindo.


Se está pensando em algo, nalguma lembrança, num futuro incerto, numa discussão, etc., deve recordar e saber que por traz de todo pensamento manifesta-se um defeito que nos adormece a consciência. Nesse momento deve realizar a seguinte petição para eliminar esse defeito: “Mãe Divina, elimina-me este pensamento”.


Por exemplo: num sentimento de ira contra uma pessoa, você pensa que ela é uma bruta, uma ladroa, etc. Deve portanto eliminar, um por um, todos os pensamentos negativos que há tido contra essa pessoa, assim, ao eliminar esses pensamentos e defeitos, evitará o stress, uma discussão, uma inimizade, uma briga no lar, etc.

Agora, se é um defeito de luxuria, deve eliminar todas as suas partes, há que descompô-lo.... Por exemplo: se numa mulher você gosta da sua voz, das pernas, dos lábios, do vestido, etc., deve solicitar a eliminação de cada uma das partes desse defeito de luxuria. Exemplo: se é a voz, pedir: “Mãe Divina, elimine-me esse pensamento e esse defeito que gosta da voz de essa pessoa, etc.”.


Se você se acha importante, sábio, poderoso, etc., esse é um defeito de orgulho, deve eliminá-lo em todas as suas partes.


Cada vez que um defeito é eliminado liberta-se uma parte da consciência e em segredo o seu Mestre Interno vai-lhe entregando a sabedoria do divino; mas para isso deve tratar de não esquecer-se jamais de si-mesmo e realizar esta ideia-chave a cada momento.


Deve-se fazer a dissecação ao defeito, a qual consiste em dividi-lo pelas suas partes para eliminar cada uma separadamente. A compreensão é uma faculdade da consciência que se desenvolve simultaneamente com a observação e a eliminação do defeito.


Suponhamos que você vai pedir dinheiro emprestado a um amigo. Um defeito pensa através de você e o programa fazendo-lhe acreditar que sim vai receber essa quantia,... mas o que acontece? O amigo não lhe empresta o dinheiro, você se exalta e acaba com a amizade.... Na realidade, nós nunca devemos programarmos na vida, ademais, se você vai pedir prestado algum dinheiro, deve compreender que essa pessoa, ainda que seja um amigo, é livre de prestar-lhe, ou não, o dinheiro e portanto deve respeitar o seu livre arbítrio.


A auto-observação (observar o que pensamos e sentimos) é uma qualidade da alma que se encontra atrofiada em todos os seres humanos, mas se temos força de vontade e nos perguntamos permanentemente: “Que estou sentindo, que estou pensando?” compreendendo e eliminando o defeito, essa faculdade vai-se desenvolvendo progressivamente.


Quando a pessoa se pergunta “Que estou sentindo, que estou pensando?” e observa o que está pensando, actua a consciência. Ao repetir esta ideia-chave permanentemente vai-se desenvolvendo o poderoso sentido da INTUIÇÃO.


Há que ter em conta que existem defeitos muito fortes que trazemos de vidas passadas. Devemos portanto observar esses defeitos nos seus mais ínfimos detalhes e suplicar a nossa Mãe Divina, a eliminação de cada detalhe e, se for necessário insistir varias vezes, até conseguir a eliminação total. Se nos falta algum detalhe do defeito, este continuará com vida até que descubramos esse aspecto em falta.


Ver exemplo. 
Se estamos comendo e pensando em negócios é evidente que estamos sonhando. Se estamos guiando um carro e estamos pensando na namorada, é lógico que não estamos acordados, estamos sonhando.

Se estamos trabalhando e ao mesmo tempo nos lembramos do compadre ou da comadre, do amigo ou do inimigo, etc., é claro que estamos sonhando. Devemos despertar a consciência e eliminar os defeitos para compreender a São Paulo, quando nos diz: “Desperta, ó tu que dormes, levanta-te de entre os mortos e Cristo te iluminará”, Efésios 5,14.
 


.: Objecto.



Para além das perguntas “ Que estou sentindo, que estou pensando? ”, você deve perguntar-se: “ Que estou fazendo? ” e fazer consciência do que está fazendo. Se está comendo, coma; se está vestindo-se, vista-se; se está caminhando pela rua, caminhe; caminhe, mas não pense noutra coisa, dedique-se unicamente ao que está fazendo.


Esta acção sem distracções, sem fantasias, desperta em nós o poderoso sentido da INTUIÇÃO . Esta acção intuitiva leva-nos pela mão em direcção ao despertar da consciência.


 


.: Lugar.


As ultimas perguntas que deve fazer-se são as seguintes: “ Onde estou? ”, “ Que há de raro neste lugar? ” Ao fazer-se estas perguntas deve observar detidamente o lugar onde se encontra, as pessoas, os objectos, etc. Caso veja algo raro, deve perguntar-se sê se encontra na terceira ou na quarta dimensão alongando um dedo ou dando um salto com a intenção de flutuar. Esta pratica é muito útil pois ela se repete quando você dorme e se encontra com a sua alma na quarta dimensão.


Como lá não existe a força da gravidade senão a levitação, você salta e fica flutuando, fazendo consciência de que se encontra na quarta dimensão.


O mesmo acontece ao alongar o dedo pois o corpo astral é elástico e se alonga, assim você desperta consciência no plano astral.Que ha de raro aqui


Em toda auto-observação com a ideia-chave S.O.L. há auto-conhecimento, isto é, a luz da consciência nos permite descobrir nossos defeitos, e há auto-revelação, é por isso que a consciência nos permite a compreensão do defeito. A compreensão é um passo necessário para a eliminação. O importante é não esquecer-se de si-mesmo e realizar a ideia-chave S.O.L. de instante em instante.


Na compreensão do defeito há que ter cuidado com o Pilatos Interior, esse que sempre se lava as mãos, nunca se reconhece como culpado, deitando as culpas nas outras pessoas; por exemplo, se você sentiu ira, você é o culpado por causa do seu defeito. Se não nos reconhecemos culpados, nosso sofrimento continuará pois o defeito não será eliminado.


Bem sabemos que através do pensamento se processa o sonho da nossa consciência. Lembre-se “ pensar é sonhar ”. O ser humano passa todo o dia sonhando e portanto se esquece de si-mesmo. Ao realizar a ideia-chave S.O.L. a luz da consciência ilumina o subconsciente permitindo-nos conhecer o defeito que devemos eliminar.

 


.: A transformação das impressões.


Impressões são todas as percepções dos objectos, sons, odores, sabores, etc., que penetram através dos nossos sentidos físicos. O ideal seria que todo ser humano aprendesse a transformar as impressões que penetram em nós através dos sentidos físicos. Se não transformamos as impressões, estas passam à nossa falsa personalidade, revivendo antigos defeitos ou gerando novos. Se transformamos as impressões, estas são recebidas pela consciência e, como são energia, as utiliza para o seu próprio alimento e desenvolvimento espiritual.


Quando a consciência transforma as impressões não reagimos mecanicamente nem negativamente já que a consciência é Amor, Compreensão e Perdão. A impressão, seja de ira, luxuria, orgulho, etc., quando não é transformada revive, por associação, cenas similares ocorridas no tempo e no espaço e o defeito, pensando nelas, nos adormece a consciência fazendo-nos esquecer de si-mesmos, submergindo-nos num mundo de sonhos, fantasias, ilusões, desejos, ódios, etc.


Para transformar as impressões, devemos praticar a ideia-chave S.O.L. de instante em instante, observar interior e psicologicamente o que estamos pensando e sentindo. Se descobrimos um pensamento, procedemos a sua compreensão, dissecação e eliminação (lembre-se de fazer a petição à sua Mãe Divina ).


Esta prática realizada em forma permanente nos levará a um ponto tal em que a consciência transformará as impressões do mundo exterior e estas não penetrarão em nós em forma mecânica, com as suas consequências dolorosas.


Assim, se você recebe uma impressão de IRA, por alguma coisa que a sua mulher não gostou e reage com violência, a maltrata, talvez venham a separar-se, lhe dá um mau exemplo aos seus filhos, etc. Mas se transforma a impressão, o resultado será totalmente diferente.


Se a humanidade praticasse estes ensinamentos e apreendesse a transformar as impressões e a eliminar os defeitos, não haveria violência, nem mortes, nem prisões, senão compreensão, cooperação e amor. Todas estas praticas de psicologia são maravilhosas e dão magníficos resultados. Se você as põe em pratica começará a mudar e será mais agradável às outras pessoas, adoecera menos e viverá melhor. Estas praticas tem sido comprovadas por milhares de estudantes sinceros da ciência gnóstica.

Sei il visitatore n ° contador de visitas

…São muito interessantes...

Estou interessada sim em continuar recebendo as aulas semanalmente. São muito interessantes e tem acrescentado muito positivamente minha visão de vida de modo geral. Obrigada, Kazue

…São muito interessantes...

Estou interessada sim em continuar recebendo as aulas semanalmente. São muito interessantes e tem acrescentado muito positivamente minha visão de vida de modo geral. Obrigada, Kazue

Indique a um amigo