O AUTO-CONHECIMENTO
 
O principio da sabedoria baseia-se no conhecimento psicológico de nós mesmos
O PODER DO SEXO

Apreender a controlar essa energia maravilhosa do sexo significa fazer-se amo da criação...

LEI DO KARMA

A lei do Karma é aquela lei que ajusta, sábia e inteligentemente, o efeito a sua causa. Todo o bem ou mal que tenhamos feito numa vida virá trazer-nos consequências boas ou más para esta vida ou próximas existências.

QUALIDADE DE VIDA

A humanidade se encontra vivendo tempos difíceis. O homem se esqueceu de "si mesmo", comete erros e suas conseqüências são a dor e as enfermidades.

ESOTERISMO

São Paulo nos diz na Bíblia: “Possuis corpo carnal e corpo espiritual”. Dispomos de práticas para que você mesmo possa ver sair a sua Alma do corpo...

A verdade sobre os Anticoncepcionais


Desequilibrios HormonalesGinecologistas famosos no mundo todo tiveram o valor de denunciar o efeito secundário desastroso dos métodos contraceptivos. O iminente médico Inglês Dr. F. J. MAC.CANN, ginecologista nos 2 hospitais de maior renome em Londres e autor das seguintes obras:“OS PERIGOS DA ANTICONCEPÇÃO”, “ANTICONCEPÇÃO: UMA CAUSA COMUM DE DOENÇAS”, “EFEITOS DO USO DOS CONTRACEPTIVOS NOS ÓRGÃOS GENITAIS FEMININOS”, afirmou: “Todos os métodos contraceptivos são prejudiciais para a fêmea”.




Também a Federação Mundial De Médicos com sede na Bélgica, dirigida pelo Dr. K. F. GUNNING e formada por mais de 300 mil médicos em todo o mundo, entre eles o famoso Dr. Jerome Lejeune, quem é professor de Genética Fundamental na Universidade de Paris, denuncia os efeitos dos contraceptivos em numerosos livros, em conferências nas universidades, etc. etc.


Um dos membros da Federação escreveu o livro: “O CONTROLE DA NATALIDADE. POR QUE MENTEM ÀS MULHERES?”, com ampla circulação em todo o mundo.


.: COMPRIMIDOS E INJEÇÕES.

 

Daños de los Anticonceptivos

As pastilhas, os implantes, os parches, as injeções, etc., São compostos a base de hormônios sintéticos: o estrogênio e a progesterona.


Ao utilizá-los os hormônios sintéticos chegam através do sangue à glândula pituitária, fazendo-a acreditar que a mulher esta grávida, quando realmente não está. A finalidade destes contraceptivos é gerar uma falsa gravidez. Devido a esta falsa condição dada à pituitária, as glândulas endócrinas trabalham como se a mulher estivesse grávida, provocando-lhe desequilíbrio nas glândulas: tiróides, pâncreas, pineal, supra-renal e sexual.


Esta falsa gravidez faz com que os ovários não trabalhem, ou seja, a mulher não ovula, e estes ao ficarem bloqueados provocam a perda progressiva do apetite sexual, até chegar muitas das vezes a rejeitar o marido.


Logo no início, devido à falsa gravidez, a mulher vivência os sintomas próprios da gravidez, como sejam as náuseas, dor nos seios, dor de cabeça, etc. mas depois se habitua a isso. O estrogênio sintético em aumento gera um crescimento celular anormal e isto provoca cancro no seio e na matriz.

Pérdida progresiva del apetito sexual
 

Ao não ovular, a mulher não produz seu estrógeno natural e isto faz que de forma progressiva vá perdendo seu apetite sexual, trazendo a ela problemas com seu marido e em muitos casos chegam à separação.


Ao não se produzir o estrógeno natural, não se assimila o Cálcio, esta é a principal causa da Osteoporose. Também se modifica e produz mudanças estruturais e enzimáticas no revestimento interno do útero (endométrio) e nas trompas de Falópio, tudo isto faz que os ovários e a matriz vão se atrofiando.


Jeronome Lejeune pai da genética moderna, afirma que os estrógenos ajudam o desenvolvimento, o qual não se completa senão aos 18 anos, logo, os anticoncepcionais afetam o desenvolvimento do cérebro em forma até hoje desconhecidas.


No embrião, ou seja, no ventre da mãe o número de folículos é de 1 milhão por ovário (não surgem folículos novos após o nascimento), e ao nascer cada ovário contém entre 250 e 500 mil folículos. Ao chegar à puberdade cada ovário contem de 100 a 200 mil, e aos 40 anos o seu número é de aproximadamente 8.000.

Durante a vida fértil da mulher aproximadamente 400 folículos amadurecem, onde os demais se degeneram nalgum ponto do seu desenvolvimento. As pílulas, injeções e implantes ao atrofiar os ovários, degenerando uma quantidade maior de folículos, reduzem as possibilidades de vida e apetite sexual.


Conhecem-se casos de jovens que por terem utilizado injeções ficaram estéreis para o resto da vida.


A mulher completa o desenvolvimento dos seus ovários aos 18 anos. Utilizando estes contraceptivos antes da idade pode provocar-lhe esterilidade, matriz infantil e frialdade sexual. Nos dias que correm muitas jovens estudantes de bacharelato utilizam estes contraceptivos, seu marido, seus pais não sabem absolutamente nada e estão a atrofiar-se sexualmente.


Para completar... quando uma jovem tem quistos em seus ovários a resposta médica é passar anticoncepcionais, gerando as mesmas conseqüências.


O mais grave é quando uma mulher está dando seio à sua criatura e os médicos em forma inconsciente passam anticoncepcionais, já que ao não produzir o Estrógeno, a criança não assimila o cálcio e isto degenera seu desenvolvimento ósseo, cerebral, endócrino, etc.


Também, estes hormônios sintéticos afetam o desenvolvimento sexual da criatura, originando tendências, sejam homossexuais ou lesbianas.


Para compreender melhor o efeito dos comprimidos no tempo, no espaço e suas conseqüências na herança genética; assim como os desequilíbrios orgânicos, endócrinos, etc... que se criam; utilizemos o seguinte exemplo: Alguém tem uma terra virgem e bem cuidada para cultivar (a mulher), onde qualquer semente pode germinar com facilidade.

Tierra esterilizada


Suponhamos que o dono da terra não quer ter frutos e aplica, à mesma, substâncias esterilizantes com certa freqüência -cada dia ou cada mês. A terra perde essa capacidade de dar vida e seus mecanismos biológicos se alteram. Suponhamos que este processo de esterilização é empregado por 5 anos, mas logo depois desse período, o agricultor decide ter frutos. A pergunta é: estará essa terra em condições favoráveis? A resposta é obvia: Claro que não!


E seguramente os frutos (os filhos) que se produzam nessa terra (a mulher) também trarão os desequilíbrio e suas conseqüências.


Para compreender a magnitude do dano causado pelo Estrógeno e a Progesterona sintéticas nos anticoncepcionais, devemos compreender o fracasso da Terapia Hormonal de Substituição (TRH), onde os cientistas haviam se dado conta que a terapia única com Estrógeno aumentava especialmente as probabilidades de que uma mulher desenvolvia câncer no útero e por isto se acrescentou Progesterona.


E foi quando veio o fracasso. Em uma noticia que percorreu o mundo em Maio de 2.003 e publicada em uma edição da Revista da Associação Médica Americana (American Medical Association), se explica o dano que causam os suplementos hormonais, particularmente em mulheres com idades superiores aos 60 anos.

Revista de la Asociación Médica Americana


Segundo o estudo, as mulheres que tomaram hormônios durante aproximadamente 4 anos, corriam duplo risco de desenvolver demência senil ou outra forma de falta de capacidade mental, em comparação com aquelas que tomaram placebos.


Os investigadores também descobriram que os hormônios não protegiam de outras formas menos severas de declinação mental, como perda ligeira de memória.


Uma explicação possível, de muitos achados, é que os hormônios elevam o risco de Apoplexias que se sabe causam lesões cerebrais que contribuem em causar demência, disseram os investigadores. E estes danos que causam estes hormônios sintéticos também afetam às mulheres de menor idade, mas em outra proporção.

Por tudo isto, jamais podemos recomendar o uso de nenhum comprimido ou injeção anticoncepcional já que são drogas a base de hormônios sintéticos, para atrofiar e enfermar as mulheres saudáveis.


Tampouco recomendamos os implantes, parches, os dispositivos intra-uterinos, nem a ligadura de trompas. Por que insiste a ciência com estes anticoncepcionais, em tirar a liberdade biológica da mulher, convertendo-a em um robô hormonal?


embre: Somente as árvores murchas e descuidadas não dão frutos. A administração dos Estados Unidos para os alimentos e medicamentos (FDA) estabeleceu que Depo-provera deve levar uma advertência, porque seu uso pode causar uma perda significativa da densidade óssea. A agência Reuters informou em 23 de Dezembro de 2004 que investigadores da Universidade de Iowa confirmaram o problema da perda de densidade óssea devido ao depo-provera. Segundo os estudos, a densidade óssea no quadril caiu em 2.8% depois de começar o uso do depo-provera e em 5.8% depois de dois anos. A perda da massa óssea na espinha dorsal foi parecida.

Depo-Provera podruce efectos secundarios desastrosos.


.: PARCHES – EFEITOS SECUNDÁRIOS MORTAIS.


Parches

Em 4 de abril de 2004 o New York Post informava sobre o caso de Zakiya Kennedy de 18 anos de idade, que morreu como resultado de coágulos de sangue, formados como resultado se seu parche anticoncepcional. Havia trocado as pílulas anticoncepcionais pelo parche umas três semanas antes de sua morte.


O jornal seguiu o sucedido com uma reportagem em 19 de setembro ligando o parche Ortho Evra, o único comercializado nos estados Unidos nessa data, às mortes de pelo menos 17 mulheres nos passados dois anos. O artigo acrescenta que se aponta que outras mulheres que tenham usado o parche tenham sofrido complicações, incluindo 21 casos de «ameaças de morte» por coágulos de sangue e outros males. Os dados saiam de informes da FDA obtidos pelo jornal.


A preocupação pelos riscos para a saúde de outro anticoncepcional forçou faz poucos dias a FDA a dar o passo de corrigir um anuncio televisivo. Reuters informou em 30 de dezembro que a FDA advertiu a Barr Pharmaceuticals que seus anúncios das pílulas Seasonale não acrescentavam a menção do efeito secundário de um sangramento freqüente e importante.


A FDA advertiu à companhia que seu anuncio enganava aos consumidos ao incluir esta informação, ao fazer que a pílula de controle de natalidade parecesse mais segura. A advertência se fez em uma carta à companhia feita publicamente pela FDA em 29 de dezembro.


Além disso, os problemas de sangramento, a etiqueta da pílula adverte de outros efeitos secundários que podem incluir coágulos de sangue, ataques do coração e apoplexias. Mas os anúncios, observava a FDA, utilizam «visualizações irresistíveis» e «rápidas mudanças de cena» junto com outras técnicas que distraem da informação de advertência.


Publicado pelo jornal Britânico Guarda Women's Health Initiative (WHI), que seguia os passos de mais de 160.00 mulheres e que ligavam o tratamento de hormônios de substituição com o crescente risco de câncer de seio, enfermidades do coração e apoplexias. A pílula anticoncepcional e este tratamento eram praticamente o mesmo, observava o artigo.


O Times continuou com esta historia em outro artigo, de 13 de dezembro, que advertia de um maior risco de apoplexias nas mulheres que tomavam a pílula. Baseando-se em um estudo de mais de 5.000 pessoas, investigadores do Canadá, Estados Unidos e Espanha haviam concluído que quem sofre enxaqueca e tome a pílula tem oito vezes mais probabilidades de sofrer uma apoplexia do que aqueles que não a tomavam. 

 

O Time acrescentava que as enxaquecas afetam cerca de 6 milhões de pessoas na Grã Bretanha, estando as mulheres mais afetadas pelo problema.


.: RU-486 e a pílula “do dia seguinte”.


O Dr. JEROME LEJEUNE, pai da genética moderna e famoso pela sua Trissomia Do Cromossoma 23, denominou à UR-486 como o primeiro pesticida anti humano, já que tem como única função médica suprimir uma vida já em latência.


A RU-486 converte a mulher no principal agente no que diz respeito à matança de crianças por nascer. As preocupações de saúde não se limitavam somente aos anticoncepcionais. A pílula abortiva RU-486 foi ligada a algumas mortes. 

 

Holly Patterson, víctima de la píldora abortiva ru-486.

Um caso muito conhecido foi a morte em 2003 de Holly Patterson, uma californiana de 18 anos que sucumbiu a uma septicemia após inferir a RU-486. O pai de Holly, Monty Pattson, declarou que a FDA deveria proibir a pílula abortiva após ter sido relacionada com uma terceira morte com seu consumo, informou em 16 de novembro Associated Press. Aquele mesmo dia, o New York Times informou que a FDA havia pedido que se reforçasse a etiqueta de advertência da RU-486.


O chamado sistema Anticoncepcional de Emergência e a pílula do Dia Seguinte, realmente não são anticoncepcionais, senão abortivos.


Devemos compreender que a vida se inicia exatamente no momento da fecundação do óvulo e não quando se implanta no útero. Logo, a mulher que utilize estes sistemas, esta abordando e deve responder ante as leis de Deus. O comprimido abortivo do dia seguinte com seus estrógenos aumentados, trás progressivamente grande desequilíbrios endócrinos, sobre tudo no aspecto sexual.


Os comprimidos do dia seguinte podem atrasar a menstruação até em 1 mês. Entre os efeitos por sua dose de hormônios estão: dor de cabeça, vômitos, enjôo, sensibilidade dos seios, fadiga, retenção de líquido e sangramento como menstruação.


Devido à queda do útero ou matriz ou ao próprio aborto, pode apresentar-se dor abdominal, no peito, dificuldade para respirar, visão borrada, dores fortes nas pernas.


Se for utilizado freqüentemente pode se experimentar complicações fatais como obstrução de veias e artérias, ataques ao coração, paradas cardíacas, disfunções do útero, pressão alta.



.: DISPOSITIVOS INTRA-UTERINOS OU ANÉIS DE APERTO (DIU)



Sua finalidade é produzir uma inflamação permanente e esterilizante na matriz e isto não é correto, pois dispositivo intra uterinomexe com a saúde da mulher.

Durante a menstruação a pituitária faz esforços por expulsar esse corpo estranho, aumentando as contrações do útero, e como a matriz está inflamada surgem as cólicas, hemorragias que produzem anemia, palidez, debilidade, fluxos com cheiro desagradável, dor na matriz, fissuras na vagina, etc.


O DIU aumenta em um 70% a possibilidade de uma gravidez ectópica. Além disso o dispositivo é abortivo. Muitas vezes estes dispositivos saem do lugar causando perfurações, ulcerações e em alguns casos a morte da mulher. 

 



.: CORTE E LAQUEAÇÃO DAS TROMPAS.



Realizado o corte ou laqueação das trompas e ocorrendo a menstruação, o óvulo que normalmente deve passar para ser fecundado ou expulso não pode fazê-lo, provocando um aumento das contrações no útero. Isto origina cólicas, inflamação e dilatação da matriz, com hemorragias de 10 a 15 dias, que obrigam posteriormente à extração da matriz.


Quando lhe cortam ou laqueiam as trompas a vida da mulher já não é a mesma e o maior problema é a FRIALDADE SEXUAL. 





.: PÍLULAS E INJEÇÕES MASCULINAS. 


Tomado da imprensa internacional.
"A 'PILULA' MASCULINA: revolucionário método contraceptivo. Um estudo da Organização Mundial da Saúde, que vem realizando desde há três anos em nove países, está examinando a eficácia das injeções hormonais masculinas. As provas tem tido tanto êxito, que os investigadores esperam poder elaborar logo o tratamento em forma de comprimidos.


Em um teste típico, um grupo de 28 casais não nos informou de nenhuma gravidez após 12 meses tratamento voluntário. O número de espermatozóides nos homens aos que foram administrado injeções semanais de testosterona, hormônios relacionados com a produção dos mesmos, acaba reduzindo-se a zero.


A diferença da vasectomia, o tratamento por hormônio é irreversível e não produz efeitos secundários. Definitivamente, dentro de pouco se inverterão os papeis: eles serão quem tomam a "ditosa pílula"... Já era hora."

Nós não percebemos como os cientistas afirmam que o uso das pílulas e injeções a base de hormônios sintéticos, que inibem e reduzem a produção dos espermatozóides, não tem nenhuma contra-indicação.


Sabemos bem que o hormônio sintético testosterona envia um falso sinal à glândula pituitária e esta por sua vez bloqueia a função natural do testículo (na produção dos espermatozóides), atrofiando logicamente os mesmos e originando uma rápida e progressiva IMPOTÊNCIA SEXUAL.


Por sua vez, os hormônios femininos no homem tornam-se mais fortes com o intuito de estabelecer um equilíbrio hormonal, o que leva ao homossexualismo.


.: A VASECTOMÍA.

 

É uma operação irreversível na qual o homem renuncia praticamente ao seu próprio sexo. A vasectomia dá origem a doenças auto-imunes e o maior problema é a IMPOTÊNCIA SEXUAL. Mais informação, click! 
VER ANIMAÇÃO 1  




.: PRESERVATIVOS.
 


Falha numa taxa de 40% na prevenção da gravidez e na prevenção da SIDA, já que o vírus da SIDA (HIV) é 400 vezes menor do que um espermatozóide. Experiências científicas realizadas e posteriormente informadas através da Imprensa Internacional têm demonstrado que efetivamente atravessa o preservativo quer esteja em bom ou mau estado.


preservativosA relação sexual com o preservativo não tem nenhum sentido, já que dentro da relação homem-mulher se processa um maravilhoso intercambio bio-elétrico–magnético-sexual.


Neste sentido o preservativo é um isolante onde praticamente o homem se relaciona é com o preservativo. É como se você conectasse uma tomada envolta num plástico, é claro que a energia não circula.


Estudos realizados por Hernán Sánchez Machet, físico e especialista em películas finas da Universidade Nacional a 1000 preservativos de melhor qualidade e comprado em redes de lojas, constatou que 400 tinham poros de 20 mícrons, que é um portão para espermas que somente medem um mícron e o pior é que o vírus do HIV, é 450 vezes menor que o espermatozóide. O problema do preservativo é muito complexo.


Pensou-se que levando preservativos às escolas, repartindo-os aos adolescentes, às trabalhadoras sexuais, fazendo propagandas na televisão e na imprensa promovendo o uso do mesmo, acabaríamos com a pandemia da SIDA. Mas isto resultou em um aumento indiscriminado das relações sexuais entre adolescentes cada vez mais cedo. Então, a relação sexual como tal, passou de ser um ato de amor a um de prazer. E nossa sociedade começou a perder os valores.


Na Gnosis lutamos pelo resgate desses valores perdidos, enaltecemos a virgindade nas mulheres e o respeito dos homens em relação às mulheres. Não aprovamos de nenhuma forma as relações sexuais nas partes não idôneas, e de um modo geral todas aquelas práticas que atrofiam o livre intercambio magnético-elétrico entre um homem e uma mulher que se amam, como é o caso do uso do preservativo.


A nossa campanha contra a propagação do HIV-Sida baseia-se na promoção de uma mudança de atitude perante a sexualidade na nossa sociedade. É um crime “preservatizar” as relações sexuais, o correto é transmutar o sexo passional em sexo dignificante, sexo com amor.


Apoiamos as investigações realizadas por cientistas honestos que denunciam a falha dos preservativos em evitar a SIDA e a gravidez, e segundo os quais o preservativo comum falha numa taxa de 40% na prevenção da gravidez e na prevenção da SIDA, já que o vírus da SIDA (HIV) é 400 vezes menor do que um espermatozóide. Experiências científicas realizadas e posteriormente informadas através da Imprensa Internacional tem demonstrado que efetivamente atravessa o preservativo quer esteja em bom ou.




.: ESTERILIDADE MASCULINA.



A Organização Mundial Da Saúde com base em estudos exaustivos, deu a conhecer um relatório onde se constata que, no ano de 1920 o varão dispunha de 300 milhões de espermatozóides por centímetro cúbico, onde agora somente produz 40 milhões, mostrando isto que o homem tem vindo a perder a sua virilidade e de continuar assim chegará à infertilidade. O abuso sexual e a masturbação afetam a parte sexual, e provocam desequilíbrios no sistema endócrino.


O uso de tantos alimentos químicos conservados com o Glutamato De Sódio, o consumo de frango, peixe, gado, etc. alimentados a base de hormônios sintéticos, que estimulam a engorda do animal e também o crescimento das células femininas, mas que originam um crescimento celular desordenado, têm estimulado o cancro e o efeminado nos varões.


Tudo isto tem levado o varão a perder progressivamente sua virilidade. A CIÊNCIA GNÓSTICA e o CENTRO ANAEL dispõem de procedimentos que permitem aumentar em milhões o número de espermatozóides por centímetro cúbico.


.: A Terapia Hormonal De Substituição (TRH) é um fracasso.



O informe científico oficial foi publicado na revista Jornal Of The American Medical Association. Estudo financiado pelo Governo Dos Estados Unidos, demonstra que a Terapia conjunta de Estrogênio e Progesterona quando levada a cabo por mais de alguns anos aumenta o risco de desenvolver problemas cardiovasculares potencialmente mortais e cancro da mama invasivo, entre outros.

preservativo Feminino“Tem sido a mudança mais drástica na medicina” expressou a Dra. Joann Manson e acrescentou “tendo sido uma norma, a terapia hormonal é agora recusada”.


Os cientistas se tinham dado conta que a Terapia Única Com Estrogênios aumentava vertiginosamente a probabilidade de uma mulher desenvolver cancro no útero e por isso foi-lhe acrescentado na terapia a Progesterona, advindo dai o grande fracasso.


Os médicos dizem que a mensagem é clara: não tome hormônio, para prevenir doenças de envelhecimento.


Já o Centro Anael tinha denunciado ao mundo, faz muitos anos, as conseqüências dos Estrogênios Sintéticos e da Terapia Hormonal, e a ciência há confirmado.


.: A OSTEOPOROSE E OS ANTICONCEPCIONAIS.
 


A osteoporose é uma enfermidade que se deve a uma excessiva desmineralização da medula óssea. A desmineralização do cálcio e outros minerais determinam que o osso perca sua resistência mecânica. É como uma construção feita com cimento de má qualidade e ante o menor traumatismo, os ossos osteoporóticos se desmoronam e são produzidas as terríveis fraturas. A osteoporose deixa os ossos como se estivessem corroídos.


OsteoporosisAntigamente esta enfermidade era pouco comum, mas atualmente há mais de 100 milhões de mulheres sofrendo deste mal, devido à utilização de anticoncepcionais anovulatórios (injeções, comprimidos e implantes), nos quais o ovário não trabalha e ao não produzir estrógeno, a mulher não assimila o cálcio, causando com o tempo, a famosa osteoporose, que por tudo isto é mais comum nas mulheres.


O estrógeno produzido pelos ovários não somente serve para o processo reprodutivo, senão que impede a desmineralização do osso e esta ai uma das graves conseqüências dos anticoncepcionais, além da frieza sexual progressiva, má circulação, obesidade, aumento da pressão arterial, etc.


Outra causa mais grave é quando a mulher amamenta ou dá o seio à criança e o médico de forma inconsciente, passa anticoncepcionais, pois estes ao bloquear a função dos ovários e ao não produzir estrógeno natural, o bebê, além de que pode ser afetado na parte sexual com tendências homossexuais, não assimila o cálcio e isto lhe origina desmineralização prematura.


Uma dieta adequada que contenha suficientes produtos lácteos assegura a contribuição diária de um grama de cálcio, que é a melhor garantia para que o osso tenha uma boa densidade. O exercício físico ajuda a fixação do cálcio nos ossos.


Alguns hábitos tóxicos influenciam na osteoporose: o tabaco, o cigarro, e o álcool. Também, o tabaco e o cigarro interferem na secreção de estrógenos, favorecendo a menopausa precoce e dificultando a boa oxigenação do osso.


O álcool altera a absorção da vitamina D que ajuda a fixar o cálcio. É por isto que os fumantes e bebedores tem uma maior predisposição a sofrer de fraturas na cabeça do fêmur. A administração prolongada de medicamentos de tipo corticóide ajuda á destruição da medula óssea e a osteoporose.

 Você é o visitante Contadores
CursosContadores de visitas gratis para web

... durei 7 meses sem menstruação.

Olá! Sou Yajaira! Faz vários meses que tenho tido um problema com o meu ciclo menstrual, devido ao uso de injecções contraceptivas, durei 7 meses sem ter menstruação. Fazia o teste de gravidez em cada mês e todos saíam negativos, me fizeram um ultra-som para ver se tinha quistos nos ovários e deu negativo. Minha vida nesses momentos era como um pesadelo, sentia medo de algo mas não sabia de quê na realidade. Eu, por minha parte não recomendo o uso de injecções, parecem inofensivas, mas pelas suas consequências são muito perigosas.

... estou destruída e peço ajuda...

Olá! Fiz um Ultra-Som Transvaginal e o ginecologista me achou um mioma de 1cm., me submeteu a um tratamento com a injecção Depo-Provera durante 4 meses, durante os quais engordei horrivelmente, de tal forma que os meus amigos que não me viam a mais de 4 meses já não me reconheciam; ademais o período não se me quita, quer dizer, quando é normal é muito abundante e logo durante todo o mês fico a sangrar.

Eu era diferente no apetite sexual...

Bom, estive a ler sobre as pílulas anticonceptivas e realmente me pareceu muito interessante. Quisera um pouco mais de informação, é que eu tenho 21 anos e tenho perto de 1 ano mais ou menos tomando-as. Faz uns dias tive que parar pois tenho uns quilos a mais que nem com a dieta tenho conseguido baixar, inclusive tive gastrite mas nem com isso baixei de peso.

...não consigo sentir prazer...

A quase quatro anos uso o contraceptivo Depo-provera de três meses, e neste tempo não consigo sentir prazer com o meu parcero. Gostaria que me ajudasse a resolver este problema.

...Faz pouco tempo me injecto Perlutal...

Tenho 21 anos, tenho um filho de 8 meses. Faz pouco tempo me injecto Perlutal, lhe dou peito ao meu filho e quisera saber se não lhe afecta. E que efeitos secundários tem esta injecção. Obrigado.RESPOSTADeve suspender imediatamente a Perlutal, já que esses estrogénios passam para a criatura, não assimilando o cálcio e além disso lhe provoca desequilíbrios endócrinos a nível sexual, com tendência ao homossexualismo e depois surgem problemas no lar, etc.

... não me vem o período...

Olá! Me chamo Leslie, tenho 34 anos e estou preocupada já que estive tomando durante ano e meio as pílulas Jazmín. Quando me separei do meu companheiro em Fevereiro decidi deixar de tomá-las. Normalmente com elas o período me vinha a finais de mês (25-26), eu as deixei de tomar no dia 15 e no 21 desse mês me saiu algo como cor de chocolate, e até ao dia de hoje não me tem vindo o período. Estou preocupada porque já não tenho relações sexuais com ninguém. Quisera pedir-lhes que me orientem em relação a isto. Obrigado.

... num mês até menstruei 3 vezes...

Estou tomando muitas vezes a pílula do dia seguinte, num mês até menstruei 3 vezes. Que efeito secundário terá no meu corpo...? Obrigado.RESPOSTA:Muitíssimos efeitos. Você está destruindo o seu organismo e a sua parte sexual, ademais essas pílulas com as suas hormonas incrementadas são abortivas. Pense você, se há abortado 4 bebés, imagine a dor e o sofrimento quando Deus lhe passe a conta a cobrar. Melhor é fazer as coisas bem, pois depois do prazer vem a dor e a conta é muito dolorosa.

.... de algum tempo para esta data não tenho vontade de ter relações sexuais com o meu namorado...

Olá! Tenho 19 anos e estou tomando anticonceptivos: “Ciclomex 20” e de algum tempo para esta data não tenho vontade de ter relações sexuais com o meu parceiro... sinto-me tão mal! porque ele até já chegou a pensar que eu já não o quero... preciso de ajuda! ... NÃO quero ficar gravida!... mas também não quero sentir-me assim... que faço?... deixo de toma-os?

... começou a sair-me leite dos seios...

Olá! Antes eu me cuidava com uma injecção que se chama Depo-Provera, mas não me vinha a menstruação, e mudei para uma mensal, Mesigyna. Ao mês me veio normal; deixei de aplica-la porque começou a sair-me leite dos seios, a doutora me disse que não me cuidasse com nada até saber o que tenho. Passados dois meses me veio o período normal, durou 7 dias, mas agora me voltou a vir outra vez e no mesmo mês de Junho, ademais é muito obscuro, não tem a mesma cor de sempre, ajudem-me!

... notei que mudei muito...

Olá! Meu nome é Sílvia e sou de Nicarágua e quero contar-lhes que tenho um ano de casada, e de ter iniciado a minha vida sexual. Planifico com Mesigyna e tenho notado que mudei muito: estou gorda, já não tenho cintura, tenho o rosto manchado, sinto dor em cada relação, meu ciclo menstrual está descontrolado e tenho medo de ficar estéril.

Indique a um amigo