O AUTO-CONHECIMENTO
 
O principio da sabedoria baseia-se no conhecimento psicológico de nós mesmos
O PODER DO SEXO

Apreender a controlar essa energia maravilhosa do sexo significa fazer-se amo da criação...

LEI DO KARMA

A lei do Karma é aquela lei que ajusta, sábia e inteligentemente, o efeito a sua causa. Todo o bem ou mal que tenhamos feito numa vida virá trazer-nos consequências boas ou más para esta vida ou próximas existências.

QUALIDADE DE VIDA

A humanidade se encontra vivendo tempos difíceis. O homem se esqueceu de "si mesmo", comete erros e suas conseqüências são a dor e as enfermidades.

ESOTERISMO

São Paulo nos diz na Bíblia: “Possuis corpo carnal e corpo espiritual”. Dispomos de práticas para que você mesmo possa ver sair a sua Alma do corpo...

O Aborto: Métodos e consequências
Diga não ao aborto


O seguinte documento mostra os diferentes tipos de aborto que se conhecem, incluindo abortos com contraceptivos. Também apresenta fotografias aterradoras de abortos por sucção, envenenamento salino, dilatação ou curetagem, cesariana, etc.
O medo pela falta de recursos económicos, o medo ao que os outros dirão, o enfrentar os nove meses de gravidez, e a responsabilidade são as principais causas do aborto.

El aborto no es un derecho, es un asesinato.

O aborto afecta psicologicamente ao casal durante muito tempo. Juddy Mamaou, dos Estados Unidos, quem realizou um aborto por sucção disse: “O som da máquina de vácuo ainda me persegue. Não consigo utilizar uma aspiradora sem que me lembre do meu aborto”.


 

Actualmente se estão realizando em todos os países do mundo aproximadamente 50 milhões de abortos por ano, 50 milhões de crimes. Nunca antes a humanidade tinha chegado a tão baixo grau de degeneração e de barbaridade.

 


 

.: Métodos abortivos:
 

Sucção.
É utilizado um tubo oco que está conectado a uma bomba de sucção com uma capacidade 29 vezes superior à de
um aspirador caseiro.


A sucção desmembra o bebé em pedaços e os absorve, sacando-os do útero como se fosse lixo. Como a cabeça do bebé não consegue passar através do tubo, é introduzido na matriz um instrumento que comprime a cabecinha e a extrai.



Contraceptivos hormonais (Abortivos)

O aborto precoce e desapercebido pode ocorrer num 50%, ou mais nos períodos menstruais, com as pílulas numa dosagem muito baixa. Com a pílula combinada o aborto pode ocorrer uma vez em cada dois anos. Ou seja, uma mulher que utiliza pílula ou injecções está abortando numa boa percentagem.


Dilatação ou curetagem.

Da sétima à duodécima semana de gestação se utiliza um método que consiste em cortar o bebé em pedaços com uma faca cirúrgica e posteriormente se faz uma raspagem.
O pessoal médico que realiza o aborto deve unir novamente os bocados do bebé para certificar-se de que o útero está vazio.


Ao bebezinho se lhe corta uma perninha, depois a outra e assim se vai cortando aos bocados todo o seu corpo. Os sofrimentos do bebé são intoleráveis. É algo cruel. 


Cesariana.

É igual a uma cesariana até ao ponto de lhe ser cortado o cordão umbilical, mas em vez de levarem a criança à sala de cuidados intensivos para salvar-lhe a vida, é deixada num caixote de lixo e se lhe deixa morrer. Algumas vezes os bebezinhos se mexem, respiram e alguns até choram. Este método é utilizado quando a gravidez está muito avançada.
Ver fotografia correspondente, clica aborto por cesariana! 



Dispositivo intra-uterino ou Anel (Abortivo).

É um dis
positivo de formas variadas que se coloca dentro do útero. Não evita a concepção senão que modifica o revestimento interno do útero para que a criança em desenvolvimento, que vêm da Trompa de Falópio, não possa estabelecer-se e morra, eliminando os seus restos já desfeitos com a menstruação.



A ciência têm demonstrado que o aborto implica muitos riscos perigosos como hemorragias, infecções, perfurações do útero, coágulos sanguíneos, aderência da placenta, etc. A esterilidade aumenta em um 10%. O nascimento prematuro, que é uma grande causa do atraso mental, é altamente incrementado com o aborto.


.: As Causas de aborto.



O principal problema do aborto é psicológico e é o medo:


pies pequeños

Medo por incapacidade económica para alimentar o filho.
 Este temor se deve à falta de confiança em Deus, já que o mais belo e o mais querido para uma mãe é o seu próprio filho.


Infelizmente esta sociedade de consumo e de falsos valores em que vivemos têm desvalorizado à criança que deve vir a este mundo, e com o seu racionalismo há gerado um falso temor. Vejamos um grande exemplo: Kay James, directora de relações públicas para o MOVIMENTO PROVIDA nos Estados Unidos fala de uma mulher de cor, terrivelmente pobre, abandonada pelo seu marido alcoólico, e que deu à luz o seu quarto bebé sobre uma mesa. “Esse bebé era eu”, disse a Sra. James graduada na Universidade e mãe de 3 filhos.

 

Medo ao que vão dizer os seus pais ou as demais pessoas.
(Quando a jovem fica grávida durante o noivado). Na verdade os conceitos e os raciocínios humanos, de pais ou terceiras pessoas, perante as leis de Deus, não devem impedir que venha uma criatura a este mundo. A vida é dada por Deus e Deus está acima de qualquer conceito.
“Eu ia ser o sétimo filho e a minha mãe estava decidida a não deixar-me nascer. Então aconteceu algo maravilhoso. A minha tia a fez mudar de opinião e assim me foi permitido nascer. Pode-se dizer que sou um milagre”. Arthur Rubenstein, pianista.

 

say No to abortion

Medo aos 9 meses de gravidez e às dores do parto. 
Realmente a missão mais grande de toda mulher é ser mãe e trazer filhos ao mundo. Se os animais que são irracionais não se negam a esse direito, por que há de ser que a mulher têm medo? pois é uma função natural que corresponde à sua natureza feminina.


Problemas de saúde.
 Devemos recordar que Beethoven, o grande musico que assombrou com a sua música divina, e que ainda é ouvida pelos que querem dar alimento e alento à sua alma; sua mãe era tísica e o seu pai alcoólico.


Violação. 
A violação é um abuso horrível com efeitos traumáticos para muitas das suas vítimas. Para uma mulher que leva nas suas entranhas uma criatura fruto de uma violação não é nenhum consolo saber que a gravidez raramente ocorre nestes casos. No entanto, ainda assim nesta situação estamos falando de um ser humano.


Uma mulher violada que escreveu anonimamente para uma revista referiu que tinha marcado consulta para fazer um aborto, e que a cancelou. “Sabia que o que levava nas minhas entranhas era o meu bebé. Agora tenho uma filha, uma preciosa rapariga e dou graças a Deus diariamente por não ter abortado”.


Contraceptivos hormonais. 
A mulher que os utiliza, quer seja em pílulas, injecções ou implantes, já decidiu psicologicamente o propósito de não ter filhos e se fica grávida fica frustrada nos seus propósitos e muitas vezes recorre ao aborto. Estes contraceptivos são uma das principais causas do aborto actualmente.


Na realidade isto do aborto, dos contraceptivos e da laqueação das Trompas está provocando morte, doenças e dor. Vê o nosso site sobre o perigo dos contraceptivos.


.: Nosso parecer.
 


A Gnosis e o Centro Anael os convidam a inscrever-se nos nossos cursos gratuitos on-line onde se oferece uma preparação espiritual em relação aos mistérios da vida e da morte. Para te inscreveres no curso de Gnosis, clica!


Entregamos o método perfeito de controlo da concepção, o KRIYA-YOGA, depois de uma preparação psicológica e espiritual. Para ler mais sobre o nosso método yoga para o controle da natalidade, clica!



Entregamos técnicas e chaves para que cada ser humano se conheça a si mesmo, conheça os seus defeitos, os estude, os compreenda e os elimine para que surja uma vida melhor e o Amor reine em toda a Humanidade.


Você sabia que cada ser humano possui um corpo e uma alma e que ambos estão unidos por um cordão de prata? Sabia que quando um ser humano morre um anjo da morte, por ordem divina, corta o cordão de prata que une o corpo à alma? Essa alma é julgada e deve regressar como morador a este vale de lágrimas terreno; é então quando um anjo da vida conecta o cordão de prata à cabeça de um esperma fecundo, e essa alma regressa em um novo corpo.


As leis da terra poderão legalizar o aborto, mas este jamais será legal perante as leis divinas.
Na realidade a vida humana principia a partir do momento da fecundação do óvulo e ninguém está autorizado a retirar a vida a esse ser humano em desenvolvimento.
 

Você é o visitante Contadores

CursosContadores de visitas gratis para web

Hoje, este pequeno bebê já é um médico.

Tenho um amigo cuja mãe ficou grávida após um estupro. Um amigo aconselhou-a a abortar, mas ela não fez porque ela amava o filho e a vida. Hoje, este pequeno bebê já é um médico.

Mas graças a Deus e à decisão da minha mãe hoje estou aqui muito feliz.

Olá! Em primeiro lugar quero felicitá-los pela vossa página que na verdade me serviu de muito para o meu trabalho. Mas não é só por isso que vos escrevo senão também porque sou uma filha de uma mãe solteira e sei que ela pensou no aborto, como outras tantas mulheres, na altura de ter engravidado, pelo facto dos seus pais (os meus avós) serem muito rígidos e ela sabia que o mais provável seria que não a apoiassem. E assim foi, ela falou com eles e a sua mãe ficou muito aborrecida com ela e a expulsou de casa. Mas graças a Deus e à decisão da minha mãe hoje estou aqui muito feliz.

...ainda não consegui recuperar.

Após um ano de relações comecei a sentir tonturas, náuseas e atraso de dois meses no período. Falei com o meu namorado e comentei-lhe o que suspeitava. Fomos com a sua tia, que trabalha num laboratório, e fiz o teste de gravidez e o resultado foi positivo. Ficamos os dois radiantes e emocionados ao ver o relatório. Nesse momento expressamos a nossa felicidade, a qual durou muito pouco. Reconheço que tinha medo, já que os meus pais não aceitam o nosso noivado e além disso eu estava estudando.

...esse foi o dia mais terrível que já vivenciei.

Bom, eu infelizmente sim fui capaz de assassinar o meu bebé quando tinha três meses no meu ventre, e não imaginam o mal que se sente. Para minha má sorte a pessoa que me aconselhou a optar assim foi a minha mãe, e fui aconselhada a não comentar nada ao meu companheiro. Para mim esse foi o dia mais terrível que já vivenciei.

...uma criatura indefesa, que não tem a culpa da nossa irresponsabilidade...

Olá! O meu nome é Grelis e primeiramente os felicito por esta página e quero dar-lhes um conselho a todas as mulheres que levam nas suas entranhas a uma criatura indefesa, que não tem a culpa da nossa irresponsabilidade, e que está pensando em tirar-lhe a vida sem pensar de que tu também a podes perder e irias destruir a tua vida, as tuas metas e todos os teus sonhos.

...nunca me passou pela cabeça cortar essa vida...

Hoje sou uma mulher e mãe com mais de 40 anos, mas como muitas jovens iniciei a minha vida sexual antes do matrimónio. Tenho um filho quase médico, do qual me sinto muito orgulhosa pois tem sido o que me impulsionou a continuar os meus estudos e conseguir superar-me. Foi terrível o meu encontro com os meus pais e dizer-lhes que as suas esperanças em mim, e no meu futuro, tinham mudado pois encontrava-me grávida. Mas nunca me passou pela cabeça cortar com essa vida, não estava preparada isso é verdade, mas não para acabar com essa pequena vida.

...esse foi o dia mais terrível que já vivenciei.

Bom, eu infelizmente sim fui capaz de assassinar o meu bebé quando tinha três meses no meu ventre, e não imaginam o mal que se sente. Para minha má sorte a pessoa que me aconselhou a optar assim foi a minha mãe, e fui aconselhada a não comentar nada ao meu companheiro. Para mim esse foi o dia mais terrível que já vivenciei.

Hoje, este pequeno bebê já é um médico.

Tenho um amigo cuja mãe ficou grávida após um estupro. Um amigo aconselhou-a a abortar, mas ela não fez porque ela amava o filho e a vida. Hoje, este pequeno bebê já é um médico.

Mas graças a Deus e à decisão da minha mãe hoje estou aqui muito feliz.

Olá! Em primeiro lugar quero felicitá-los pela vossa página que na verdade me serviu de muito para o meu trabalho. Mas não é só por isso que vos escrevo senão também porque sou uma filha de uma mãe solteira e sei que ela pensou no aborto, como outras tantas mulheres, na altura de ter engravidado, pelo facto dos seus pais (os meus avós) serem muito rígidos e ela sabia que o mais provável seria que não a apoiassem. E assim foi, ela falou com eles e a sua mãe ficou muito aborrecida com ela e a expulsou de casa. Mas graças a Deus e à decisão da minha mãe hoje estou aqui muito feliz.

...ainda não consegui recuperar.

Após um ano de relações comecei a sentir tonturas, náuseas e atraso de dois meses no período. Falei com o meu namorado e comentei-lhe o que suspeitava. Fomos com a sua tia, que trabalha num laboratório, e fiz o teste de gravidez e o resultado foi positivo. Ficamos os dois radiantes e emocionados ao ver o relatório. Nesse momento expressamos a nossa felicidade, a qual durou muito pouco. Reconheço que tinha medo, já que os meus pais não aceitam o nosso noivado e além disso eu estava estudando.

Indique a um amigo